Uma franquia para contadores é o que faltava para o seu negócio

Categoria: Franquia para Contadores

Postado em 1 de fevereiro de 2019

minutos

Quem faz o operacional no seu escritório hoje? Antes de listar nomes, já pensou que essas atividades poderiam ser feitas por outra equipe? Não, não estamos falando de terceirização, mas de franquia, modelo de negócio que segue em crescimento.

A ABF (Associação Brasileira de Franchising) aponta que, no primeiro trimestre de 2018, este mercado movimentou o valor de R$38,7 bilhões, um crescimento de 5,1% em relação ao mesmo período no ano anterior.  O setor se afirma como uma alternativa rentável para quem está prestes a iniciar um negócio, e mais do que isso, para aqueles que desejam um forma de revitalizar a maneira como sua empresa atua hoje.

No segmento contábil também existe a alternativa de atuar com franquias. E para entender se seu perfil se encaixa em algum dos modelos, é importantes conhecer os  tipos de franquia para contadores.

Vamos lá!

Franquia de escritório contábil tradicional

A contabilidade como franquia pode assumir um modelo clássico, no qual o seu escritório faz parte de uma marca, seguindo padrões de infraestrutura, atendimento e operação. Neste molde mais tradicional, você iria iniciar um negócio já contanto com o uso de uma marca já conhecida no mercado e ter o apoio do franqueador, que dispõe de um plano de negócio pré-existente. O trabalho será apenas de adequá-lo à sua região de atuação, por exemplo.

Neste modelo de franquia formatada e padrão, no entanto, o franqueado tem menos flexibilidade, já que o controle sobre a operação também é feito pelo franqueador. Por utilizar a marca, auditorias são realizadas para garantir o cumprimento das obrigações, gestão financeira e contábil. Além de orientações quanto ao rumo ideal na gestão do negócio.

Outro ponto aqui é a questão de infraestrutura, que, via de regra, precisa cumprir requisitos quanto à local e espaço físico das instalações, entre outros.

Para você entender melhor, listamos os principais requisitos fundamentais das franquias tradicionais:

Estrutura

A estrutura de uma franquia para contadores é a de uma marca já consolidada, mas que poderá estar vinculada necessariamente a um espaço físico específico. Isso implica na utilização de um projeto arquitetônico e plantas de engenharia de construção pré determinadas. Por vezes se torna necessária a construção e instalação de uma nova unidade ou uma grande reforma de algum espaço físico já existente. Toma-se por base custos de uma unidade-padrão da franquia.

Funcionários

Neste tipo de franquia, onde a operação é realizada pelo franqueador, é comum a necessidade de contratação de mais profissionais. Envolvidos nas tarefas diárias, da área contábil ou tributária, será necessário secretária e assistentes administrativos, entre outros. Neste caso, são necessárias também máquinas e equipamentos para cada um deles.

Software

Responsável pela operação, o franqueado via de regra deve também providenciar a tecnologia utilizada na realização das atividades do escritório. São sistemas para aumentar a produtividade, gerir processos burocráticos, gestão de tributos e impostos, folha de pagamento, atendimento ao cliente, entre outros.

Capital

No caso dos modelos tradicionais de franquias para contabilidade, os valores de investimento inicial podem ser bastante altos. Considerando por exemplo:

  • Taxa de franquia para aquisição do negócio;
  • Ponto comercial e instalações;
  • Formação/contratação de pessoas;
  • Capital de giro para manter o negócio (folha de pagamento e instalações) até o equilíbrio;
  • Taxa de royalties cobradas mensalmente;
  • Taxa de marketing;

Este custo pode ser bastante alto e, em alguns casos, inviabilizar a abertura de uma franquia de contabilidade.

Modelo de franquia para contadores que flexibiliza investimentos

No modelo tradicional de franquias, além do ponto chave que é a questão do investimento – taxa de franquia, infraestrutura, entre outros – existe ainda a necessidade de envolvimento do franqueado em todos os pontos da operação. O que pode ser um problema quanto à concorrência de funções: ficar no operacional ou fazer relacionamento com clientes e vendas com mais qualidade e, consequentemente, resultados mais efetivos.

Para sanar essa equação, surge outro modelo. Com conceito inovador e inspirado no crescimento de ideias como coworking, trabalho remoto e foco na gestão ao invés da operação de uma empresa. Trata-se da franquia de gestão, que, diferente do tradicional, oferece todo o backoffice, enquanto o franqueado se atém à geração de negócios.

O que isso significa?

Quer dizer que o modelo de franquia para contadores voltado à gestão assume o operacional, disponibilizando a tecnologia e recursos para a execução das atividades tradicionais e operacionais da contabilidade. Seu papel será fazer relacionamento com os clientes e focar em ações estratégicas. Afinal, nem só de livros fiscais é feita a contabilidade. É preciso saber se relacionar e oferecer um apoio mais consultivo aos clientes.

E o que você precisa para abrir uma franquia como essa?

Computador

Para que você possa acompanhar os resultados da sua franquia, organizar sua agenda, fazer suas apresentações. Como toda a operação fica com o franqueador, você não precisa de um escritório, com diversos funcionários, equipamentos nem software, que também é de responsabilidade dele.

Internet

Não dá para não estar conectado, não é mesmo? Então para se conectar com seu franqueador, seus clientes e as novidades do mercado, você precisa ter um local com internet para trabalhar. Pode ser uma cafeteria, um espaço de coworking ou até a sala da sua casa.

Sala de reuniões

Você vai precisar dispor de pelo menos uma sala de reuniões, como uma opção mais formal  para tratar assuntos estratégicos e realizar algumas reuniões. Essa sala não precisa ser um custo fixo para você. Podem ser alugadas pontualmente e quando necessário. Os espaços de coworking são boas opções para isso. Veja que  manter um escritório com sala de reuniões é muito mais caro do que dispor de um espaço destinado a reuniões esporádicas, certo?

Capital

O investimento para uma franquia de gestão é conservador, o que reduz seu risco em relação a abrir um escritório próprio. Também não serão necessário custos com instalações robustas nem funcionários. O investimento, além da taxa de franquia, será em internet e um computador.

O mais importante neste processo é verificar o que cada modelo de franquia oferece, suas exigências e o que se encaixa melhor com suas condições e perfil. Franqueado e a franqueador devem estar bem alinhados, em seus valores e forma de atuar.

Lembrando sempre que relacionamento com clientes e prospecção são essenciais para alavancar seu escritório, independentemente do modelo. E que, com a transformação digital nos negócios, dispor de tempo para inovar e propor novos serviços é essencial. Por isso, quanto menor seu envolvimento no operacional do escritório, maiores suas chances de crescer.

Continue acompanhando nosso blog para saber mais como uma franquia de contabilidade moderna pode ajudar você a decolar seu negócio.

Comentários