Franquia para contadores: entenda como funciona esse negócio!

Categoria: Franquia para Contadores

Postado em 24 de janeiro de 2019

minutos

A falta de informação não é um impeditivo para ter uma franquia contábil. O setor de franchising está crescendo cada vez mais e também está presente nessa área. Muitos profissionais preferem buscar um parceiro com uma marca forte e de credibilidade no mercado do que correr o risco de abrir o próprio negócio e não prosperar.

Ter uma franquia de contabilidade é uma maneira de atuar na área de formação, atender bem aos clientes e oferecer serviços diferenciados. Quer compreender melhor como funciona uma franquia para contadores? Neste artigo você verá:

  • Os termos mais comuns usados em franquias;
  • Os tipos de franquia;
  • Diferença entre tipo e modelo de franquia;
  • O ROI das franquias;
  • Dados de mercado sobre franquias;
  • Vantagens e desvantagens de ter uma franquia;
  • O que garante o sucesso desse modelo de negócio;
  • O perfil do franqueado na área de contabilidade;
  • Características de uma franquia de sucesso.

Quer saber mais?  Acompanhe!

#O glossário das franquias para contadores

Franquia é um termo usado para tratar sobre um sistema de unidades franqueadas por meio de contratos entre uma pessoa jurídica e outra física ou jurídica. Já a denominação franchising está relacionada à estratégia de comercialização de mercadorias ou serviços.

Se você está pensando em investir em uma franquia, é muito importante compreender os termos mais utilizados nesse negócio. Acompanhe:

Franqueador

É o detentor da marca ou patente. Ele formata o seu modelo de trabalho e cede a outras pessoas em troca de uma remuneração. Em contrapartida, a pessoa tem direito de utilizar o mesmo nome e ter acesso ao conhecimento adquirido ao longo do tempo pelo empreendedor.

Franqueado

É a pessoa física ou jurídica que paga para entrar em uma rede de franquias já conhecida no mercado. Ela ganha o direito de uso da marca e de aprender todos os processos utilizados por ela. É por isso que quando você vai a uma rede de fast food, por exemplo, o serviço é padronizado em qualquer cidade ou estado.

Royalty

É um valor pago periodicamente para o detentor da marca para autorizar o seu uso. Ele pode ser calculado com base no percentual de faturamento da empresa.

Taxa de Franquia

Esse é um valor inicial necessário para o interessado entrar na rede de franquia. Ele pode ser cobrado uma vez só ou também nos períodos de renovação de contrato.

O proprietário da rede Mc Donald’s, por exemplo, cobra um investimento inicial do franqueado entre R$ 1,6 milhão e R$ 2,6 milhões. Já uma franquia de serviços de limpeza e conservação de automóveis, a Limppo Multiserviços,  exige um investimento inicial de R$ 30 mil.

Como você pode perceber, os valores mudam conforme o tamanho da marca e a exigência do franqueador. Uma franquia contábil também entra na categoria de serviços, exigindo um valor inicial menor do franqueado.

Fundo de Propaganda ou Promoção

Esse é o valor cobrado pelo franqueador para custear as despesas de publicidade da rede. Normalmente, é ele quem gerencia os valores pagos por todos e depois faz uma prestação de contas sobre o uso do recurso.

Conselho de Franqueados

É um grupo consultivo formado pelo franqueador e alguns franqueados para administrar o fundo de propaganda e outras questões necessárias.

Circular de Oferta de Franquia

É um documento que deve ser fornecido pelo franqueador até 10 dias antes da assinatura do contrato. Ele precisa conter dados sobre o sistema de franquia, números de franqueados e as exigências de cada um dos envolvidos.

#Quais são os tipos de franquia

Cada modelo de franquia estabelece características específicas que visam atender às estratégias de crescimento do proprietário da marca, bem como ao tipo de responsabilidade que irá transferir para os franqueados. Confira as principais, que são:

Unitária

É a permissão de abertura de um estabelecimento em um local pré-determinado pelo franqueador. Nesse caso, ele entende que alguns pontos comerciais são mais interessantes para sua marca e apenas quer franqueados para promover sua expansão.

Master

Esse é o modelo mais usado pelas franquias que pretendem expandir para outros países ou regiões de um país com grandes dimensões. Um Master Franqueado torna-se um sub franqueador e recebe o direito de terceirizar algumas unidades. Ele passa a receber um valor da taxa de franquia e dos royalties cobrados pelos outros franqueados e também fica responsável por promover o treinamento das equipes.

Desenvolvimento de Área

Esse modelo dá direito do franqueado abrir unidades em uma determinada região do país por um período determinado em contrato. Para tanto, é firmado um contrato para cada nova unidade. Ele ainda poderá efetuar a venda de algumas unidades de sua região e receber a taxa de franquia e os royalties pagos por elas.

#Diferença entre Tipo e Modelo de franquia

O tipo está relacionado às características do funcionamento da franquia, enquanto o modelo está ligado à forma de contratação do negócio (área de abrangência, implantação em um local pré-determinado).

A franquia contábil geralmente é oferecida no tipo de micro franquia, em que o empreendedor paga um investimento inicial menor e consegue oferecer um serviço com mais qualidade.

Algumas atividades podem ser exercidas pelo franqueado sem que ele precise alugar um espaço comercial no padrão estabelecido pelo detentor da marca. Assim, o franqueado pode atuar em sua própria residência, muitas vezes, sem precisar ter muitos gastos em sua atividade.

Esse tipo geralmente é utilizado para a área de serviços, como é o caso das franquias de contabilidade. Além disso, o investimento inicial é pequeno e permite um retorno mais rápido para o franqueado. Como todo modelo de negócio, é fundamental observar as exigências do franqueador, regras de utilização da marca e taxas que devem ser pagas ao longo do contrato.

A micro franquia torna-se uma oportunidade para investidores que não têm muitos recursos disponíveis e buscam uma marca de confiança para prosperar no mercado. Ela torna-se útil para profissionais que estão iniciando em uma carreira ou que têm o intuito de buscar o auxílio de um parceiro para aperfeiçoar os serviços já prestados. Conheça algumas modalidades de franquia para contadores:

  • Modalidade Tradicional: ela demanda um investimento inicial em torno de R$ 50 mil, com abertura de um escritório com pelo menos 30m². O valor é utilizado para as instalações, reformas, móveis e para a taxa de franquia. Ainda é necessário ter um capital de giro em torno de R$ 25 mil para o proprietário ter recursos para quitar as contas até ter um equilíbrio nas receitas.
  • Modalidade de Gestão: o proprietário paga uma taxa de franquia mais baixa e pode trabalhar de qualquer lugar, seja em casa, fazendo visitas a clientes ou em um coworking. O trabalho operacional é realizado pelo franqueador, que conta com uma equipe capacitada pela função. O franqueado é responsável por captar e reter clientes oferecendo serviços diferenciados.

#O ROI das franquias

O ROI (Retorno sobre Investimento) é o  valor calculado para saber quanto o empreendedor recebe de volta após aplicar recursos na franquia. Esse índice é importante para averiguar se o negócio é vantajoso.

No modelo de franchising, esse valor é calculado com base nos custos da operação dividindo-os pelo lucro líquido mensal. Para tanto, é necessário considerar as seguintes variáveis:

  • Taxa de aquisição;
  • Adequações no imóvel;
  • Gastos com os móveis;
  • Compra de equipamentos;
  • Capital de giro necessário;
  • Salário de funcionários;
  • Gastos com documentação para regularização do serviço;
  • Impostos;
  • Ações de marketing;
  • Cursos de treinamento.

Levando esses fatores em consideração, pode-se perceber que uma franquia para profissionais de contabilidade que exige um investimento inicial menor proporcionará um ROI muito mais rápido.

Quem já atua com um escritório de contabilidade físico conhece todos os custos envolvidos no pagamento de aluguel, funcionários e demais contas mensais. A partir do momento em que o profissional deixa de utilizar essa infraestrutura e utiliza a sua própria residência para trabalhar, por exemplo, ele reduz os gastos e pode ter uma faixa maior de lucro.

#Dados de mercado sobre o crescimento das franquias

O setor de franquias no Brasil teve um faturamento de R$ 38,8 bilhões no primeiro trimestre de 2018. A tendência é esses números crescerem ainda mais. Esse setor já é responsável por 2,4% do PIB (Produto Interno Bruto) do país e emprega mais de 1 milhão de pessoas.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising, o mercado de microfranquias é o que mais está expandindo, pois esse é um modelo de negócio que exige um investimento de até R$ 90 mil. Logo, ele é indicado para quem deseja começar a empreender e não tem muitos recursos financeiros, mas quer contar com o apoio de uma marca consolidada no mercado.

O setor que mais cresce é o de serviços e a franquia de contabilidade se encaixa nesse perfil. O modelo de gestão exige um baixo investimento inicial e proporciona muito mais segurança para quem pretende ingressar nesse mercado.

#As vantagens das franquias

Optar por uma franquia contábil é uma estratégia para ter um apoio para o negócio. O profissional pode compartilhar informações com o franqueador e receber orientações com base em sua experiência.

O franqueador ainda conta com um cadastro financeiro respeitado, o que permite a busca por descontos ou pagamentos com condições especiais caso o empreendedor deseje realizar algum investimento. Conheça outros benefícios:

  • Apoio contínuo: o franqueador  transmite todo o seu know-how de negócio e conta com uma equipe capacitada para esclarecer dúvidas do franqueado.
  • Plano de negócio: uma franquia tem um plano de negócio preestabelecido e repassa essas informações ao franqueado no momento em que ele assina o contrato. Um modelo de franquia para contadores no modelo de gestão ainda disponibiliza toda a sua equipe profissional para desempenhar as atividades burocráticas.
  • Maior garantia: ao divulgar o nome da sua empresa, o franqueado tem muito mais segurança de que será aceito pelos clientes. Isso porque o franqueador já construiu o nome no mercado, criou processos bem-definidos e transmite credibilidade. Logo, os consumidores visualizam tudo isso quando o empresário entra em contato com eles.
  • Divisão dos custos de marketing: é muito caro investir sozinho em marketing. Contudo, ao contratar uma franquia o empreendedor paga um valor reduzido por esse serviço para o fundo de promoção. Dessa maneira, será beneficiado com todas as ações desenvolvidas pelo franqueador.

#As desvantagens das franquias

É claro que nem tudo é perfeito em um modelo de franquia para contadores. Quem gosta de seguir as próprias regras pode não se adaptar muito bem a esse tipo de negócio.

Ao ser um franqueado, é necessário manter o mesmo controle sobre as operações que o franqueador exige. Ele também deve acompanhar o seu desempenho financeiro e atender todas as obrigações estabelecidas no contrato.

Muitas vezes, é necessário buscar um conhecimento novo e adotar tecnologias para aperfeiçoar a gestão empresarial e o uso dos sistemas contábeis.

O franqueado precisa cumprir com suas responsabilidades previstas no acordo e deve investir um valor inicial para começar o negócio. O ROI pode levar mais tempo na franquia tradicional.

Logo, antes de realizar qualquer investimento, confira os principais erros de quem adquire uma franquia sem conhecimento na área.

#O que garante o sucesso de uma franquia

Um fator preponderante para uma franquia para profissionais contábeister sucesso é a qualidade do serviço prestado. Os clientes valorizam o bom atendimento e a capacidade do contador responder às suas dúvidas.

Por esse motivo, é muito importante contar com o apoio de uma franquia reconhecida no mercado e que tem uma equipe técnica para esclarecer dúvidas e auxiliar com questões mais complexas. O empreendedor nunca ficará sem resposta para fornecer ao cliente.

Além disso, a padronização e o acompanhamento dos processos por meio do uso da tecnologia são fundamentais para o sucesso da franquia. O mundo está cada vez mais digital e todas as áreas deverão se adaptar a essa tendência.

Os clientes buscam respostas por meio de aplicativos como o WhatsApp, acompanham as redes sociais e querem resolver os problemas por meio de soluções digitais. Portanto, o uso de tecnologia é primordial para uma franquia ter sucesso.

#O perfil de um franqueado da área de contabilidade

Muitos profissionais contábeis têm escritórios pequenos e com pouca infraestrutura. Os recursos são escassos para contratar mais colaboradores e há muita dificuldade de utilizar a tecnologia para dar mais agilidade aos procedimentos burocráticos. Isso acontece com você também?

O grande problema dessa situação é que a operação se torna muito complexa e o gestor não tem tempo de se relacionar com os clientes. Ele não consegue crescer e o seu trabalho vai perdendo a qualidade, apresentando erros e equívocos.

Se o seu escritório contábil chegou a essa situação, talvez esteja na hora de repensar o modelo de negócio antes que os clientes comecem a procurar por outro prestador de serviço.

Uma franquia na área de contabilidade pode se encaixar nesse momento que você está vivendo. Ela permite que você tenha mais tempo para se dedicar ao cliente, realizando visitas e dando sugestões para aperfeiçoar o negócio.

Outro benefício percebido é a diminuição dos custos mensais do escritório contábil, uma vez que é possível trabalhar em qualquer lugar com acesso à internet. Além disso, não é necessário contratar uma equipe para auxiliar nas rotinas fiscais, pois a franquia de gestão já disponibiliza pessoas capacitadas para isso.

#O perfil de uma boa franquia contábil

O modelo mais adequado de franquia de contabilidade é aquele que não exige um alto investimento do profissional. Ele pode trabalhar em qualquer lugar com acesso à internet, pois o seu foco de atuação será a visita e o atendimento ao cliente.

Nesse tipo de negócio, uma equipe de especialistas desempenha as atividades rotineiras ligadas à escrituração fiscal e contábil, folha de pagamento e relatórios financeiros. Logo, o contador não precisa manter uma equipe de colaboradores, pois todos os custos são do franqueador.

Desse modo, o retorno sobre o investimento é muito mais rápido, uma vez que o contador poderá atuar na retenção e captação de clientes. E isso se reflete diretamente em retorno financeiro.

Enfim, franquear é percorrer um caminho de sucesso já trilhado por outras empresas, o que aumenta as chances do contador continuar vivendo do próprio negócio sem o desafio de fazer tudo sozinho.

Você acha que uma franquia de contabilidade é a opção certa para você? Saiba como escolher o parceiro ideal!

Comentários

Receba os destaques por e-mail