Saia do marasmo e surfe a onda da franquia de contabilidade

Categoria: Franquia para Contadores

Postado em 11 de janeiro de 2019

minutos

Uma onda gigante está se formando no horizonte da contabilidade. Essa onda é a franquia contábil. Em outras áreas, tal modelo de negócio já é bastante popular. E a grande novidade é que vem ganhando os interiores do Brasil.

Para fazer esse movimento de conquista de novos territórios e de popularização, as franquias se tornaram mais simples. Isso significa que o valor dos investimentos para começar um novo negócio em rede diminui. O que fez crescer o retorno e o interesse por esse mercado.

Mesmo com o Brasil atravessando um período de desconfiança, tanto por parte dos consumidores quanto dos empresários, a ABF (Associação Brasileira de Franchising) evidencia que o setor vem crescendo. Confira o faturamento desse mercado em 2018:

É claro que isso é animador!

Você tem pensado em transformar o escritório de contabilidade em franquia e a hora parece estar chegando. Antes de tomar uma decisão, entenda melhor esse modelo de negócio e saiba como o mercado contábil tem participado desse cenário. Assim, você surfa a onda com segurança e ROI (Return Of Investment) garantido.

Redes avançam pelo interior do Brasil

Hoje o Brasil tem mais de 150 mil unidades de franquias. Esse número tende a aumentar ainda mais, impulsionado pelo crescimento do mercado no interior do país. São José do Rio Preto (SP), Florianópolis (SC) e São Bernardo do Campo (SP) são as cidades que apresentaram maior aumento no mercado de franquia no primeiro semestre em 2018.

Antes da popularização desse modelo de negócio, as franquias iniciavam em grandes shoppings. Hoje é possível encontrar esses empreendimentos em novos espaços. A rua é um deles, junto das galerias comerciais, hospitais, laboratórios de análises clínicas e terminais de transporte, conforme evidencia a gerente de inteligência de mercado da ABF, Vanessa Bretas, em entrevista para a Agência Brasil.

Mas é preciso ainda destacar o quanto outros dois lugares inusitados também estão recebendo novos modelos de franquia. São eles: os espaços de trabalho compartilhados e o Home Office.

De acordo com a Pesquisa Home Office 2018, 45% das empresas brasileiras são adeptas do teletrabalho e 15% têm considerado a adoção desse modelo. Entre elas, 52% fazem a jornada remota para cargos específicos e 25% operam com todos os colaboradores à distância.

Quer entender o que isso significa para a contabilidade?

A franquia contábil se torna cada vez mais popular

Pouco se pesquisa ainda sobre a franquia contábil e seu crescimento, mas os dados de mercado mais gerais podem trazer alguns insights que ajudam você a antecipar movimentos.

Sabe aquela história de surfar a onda no momento do declínio? É ruim. Não há impulso para que o seu negócio vá mais longe. Para surfar uma boa onda é preciso olhar para o horizonte e se preparar.

Ainda para a Agência Brasil, a gerente da ABF destaca que além de se tornarem mais diversos os locais de atuação das franquias, existe a chegada de novos empreendedores.

Adivinhe quem são eles?

Sim, são os serviços de consultoria financeira e contábil!

Apesar de o carro-chefe continuar sendo a venda de alimentos, é para esse novo movimento que você deve olhar.

Ou seja, se essa onda ainda não quebrou e promete crescer, prepare-se para surfá-la!

Mas como você embarcaria nessa jornada, já tendo um escritório operante?

Modelos simples de franquia contábil contribuem para interiorização

Primeiramente, precisaria definir um modelo de atuação. Você quer continuar com um escritório físico ou chegou a hora de desacelerar os gastos com infraestrutura, para focar em qualidade de vida?

Dependendo da sua resposta, há dois modelos a serem seguidos:

Franquia tradicional: nesse modelo você investe na infraestrutura, na equipe, nas ferramentas e tem todo o suporte do franqueador para tomar as decisões seguindo o padrão da rede.

Franquia de gestão: nesse modelo o seu investimento fica concentrado em deixar o operacional, o ferramental e o estrutural para a franqueadora, restando a você o relacionamento e a estratégia.

Resumidamente, esse é o panorama da sua escolha. Mas há alguns pormenores a considerar se realmente deseja fazer a transição do escritório de contabilidade para franquia. Veja algumas questões a analisar:

  • Por que mudar para a franquia contábil?
  • O que pesa na rotina do escritório hoje?
  • Os problemas atuais a resolver são financeiros ou operacionais?
  • Você tem facilidade em prospectar novos clientes?
  • É difícil manter os clientes satisfeitos?
  • Qual é o seu planejamento para seu futuro profissional e pessoal?

Entenda que uma franquia contábil não resolverá os problemas atuais do seu escritório, mas tem o potencial de ser uma forma de negócio mais leve e fácil de gerenciar. Se você não tem capital de giro, primeiramente resolva esse problema, para não replicar os défcits atuais ao novo modelo de operação da sua franquia.

Mas se o financeiro vai bem e é o operacional que pesa, a chance da transição ao novo negócio dar certo é muito maior.

A rotina cansativa casa-escritório-casa não satisfaz mais, você quer mudar de lifestyle mas está preso a um método tradicional? Quer renovar a imagem do escritório e sair da mesmice? Então prossiga com a leitura!

Por que você deve surfar essa onda agora?

A franquia contábil é uma novidade, principalmente quando associada ao trabalho remoto. São suas tendências que prometem tomar o mercado e se autoafirmar diante de formas tradicionais de atuação. Isso significa que você pode antecipar movimentos e sair na frente ao adotar um modelo de negócio que combine o melhor desses dois mundos.

Talvez você não precise de uma sala comercial para atender os clientes todos os dias. Afinal, tem semanas em que eles nem aparecem, já que o smartfone e a internet mudaram as formas de comunicação.

Então, por que não surfar essa onda agora?

Analise bem o seu negócio, avalie o mercado, pesquise. A decisão precisa ser tomada para que a mudança ocorra. Não existe outro modo de transformar o marasmo do escritório de contabilidade em renovação.

Comentários