Como contratar um funcionário? Tudo que você precisa saber

Categoria: Empreendedorismo

Postado em 29 de outubro de 2019

2.5 minutos

Saber como contratar um funcionário é primordial nos dias de hoje. Uma boa escolha neste momento pode contribuir para o crescimento de sua empresa e garantir que este colaborador se dedique ao seu empreendimento.

Porém, com a enorme quantidade de pessoas desempregadas no Brasil, é necessário estabelecer um bom filtro ao longo do processo, para que a contratação não se torne uma dor de cabeça em curto prazo. Afinal de contas, você terá que investir neste recém-contratado para que ele possa desempenhar as funções em sua empresa, e logo ter que dispensá-lo significa que todo o gasto foi por água abaixo.

Para que você não corra esse risco, confira essa 5 dias essenciais que preparamos para você saber como contratar funcionários excelentes. Confira!

1. Faça um planejamento

Contratar um funcionário não é tarefa tão simples, e com planejamento você ganha tempo e dinheiro. Aliás, organizar o processo antes permite que você consiga contratar a peça certa para a função. O primeiro passo nesse processo é procurar saber exatamente quais as atribuições da vaga e as competências necessária para seu desempenho.

Com tais informações, você pode criar uma série de filtros e delimitações, que permitirão que você consiga encontrar o funcionário que tenha o melhor perfil para preencher a vaga. Lembre-se ainda de entender as culturas e valores da empresa, que igualmente devem se encaixar dentro do novo colaborador.

2. Decida como divulgar

Você já tem o perfil de funcionário desejado, agora é hora de decidir onde irá divulgar a vaga. Dependendo do cargo, é importante você procurar saber onde seu candidato procura vagas e quais redes sociais ele utiliza. Dependendo do cargo, o LinkedIn pode ser uma excelente opção.

Você pode divulgar ainda a vaga em sites de emprego, softwares específicos ou procurar por indicações. Vale mais a pena divulgar em locais estratégicos, do que mandar a vaga para todos os locais. Assim, você receberá apenas currículos que correspondam ao perfil desejado, e não uma enxurrada de pedidos de emprego, que atrasam a triagem dos pretendentes à vaga.

3. Use a tecnologia

Para o recrutamento de candidatos para a vaga, você pode usar a tecnologia a seu favor. Por exemplo, é possível criar um formulário no Google para que os pretendentes preencham com suas qualificações, enviem currículo e diplomas, entre outros. Isso agiliza o processo.

Posteriormente, você pode ainda fazer entrevistas via chamada de vídeos com os candidatos, ampliando suas possibilidades e ganhando tempo precioso no processo, já que você possa entrevistar mais pessoas em menos tempo.

4. Realize dinâmicas

Dinâmicas de grupo são uma excelente maneira para dar mais velocidade ao processo de seleção. Nelas, é possível analisar vários candidatos a vaga ao mesmo tempo. Porém, para que ela alcance o resultado desejado, é necessário que ela seja bem feita. Há diversas dinâmicas prontas que podem ser aplicadas, mas é fundamental que você a adapte a sua realidade, fazendo com que os candidatos saiam de sua zona de conforto para você observar como eles se comportam.

Nas dinâmicas você ainda deve avaliar as competências individuais e coletivas dos candidatos, que podem ser um excelente indicativo no momento para escolha do candidato. Isso ainda permite que você possa avaliar os candidatos nas mais diversas situações, o que dá ainda mais eficiência ao processo.

5. Como registrar o funcionário

Superado o processo de seleção, é hora de você registrar o funcionário. Para isso, você deve estar atento a:

Contrato de trabalho

Você precisa definir se o contrato será de experiência ou de trabalho. O contrato de trabalho é o modelo mais comum, e no qual já se cria o vínculo com a empresa, sem determinar qual o prazo máximo que ele terá. Já o de experiência costuma ter prazo de 45 dias, que pode ser prorrogado por igual período. 

Faça o contrato

Definido o modelo, é hora de fazer o contrato, que deve ser feito pelo empregador. Nele, deverão constar dados como RG e CPF do contratado, data de nascimento, além de documentos como PIS, comprovante de endereço e carteira de trabalho. 

Contribuições

Cabe ao empregador recolher encargos referentes ao contratado, como INSS e FGTS. Caso tais contribuições não sejam pagas pela empresa, ela poderá ser acusada por sonegação de impostos.

Preenchimento da carteira de trabalho

As informações da carteira de trabalho também devem ser preenchidas pela empresa, onde serão anotados os dados necessários, como data de admissão e o valor do salário. Nas páginas de observação, insira dados como benefícios, entre outros.

Como você viu, o processo de contratação de funcionário requer planejamento, bom processo de seleção, e atenção à área burocrática do registro. Seguindo esses pontos, certamente você contratará um funcionário excelente para sua vaga e que cumprirá com aquilo que você espera dele.

Em relação às questões burocráticas, você pode contar com o auxílio do escritório de contabilidade que o atende. Na Gestão Contabilidade, prestamos toda a consultoria empresarial que você precisa, garantindo que nenhum detalhe passe despercebido.

Se gostou de nosso artigo sobre como contratar um funcionário, confira também o material que preparamos sobre as vantagens de contratar uma contabilidade consultiva. Você vai adorar!

Comentários