Gestão Financeira para pequenas empresas: Tudo que precisa saber

Categoria: Geral

Postado em 8 de maio de 2020

Para além de concretizar o sonho de abrir uma pequena empresa, há um desafio: sobreviver no mercado. E um empreendedor que não entende de gestão financeira pode enfrentar grandes dificuldades para conquistar a tão sonhada estabilidade. 

Segundo uma pesquisa inédita do Sebrae, mais de metade das pequenas empresas fecham antes mesmo de completar 2 anos. 

Entre os motivos para o pouco tempo de atividade estão: pouca atenção ao planejamento financeiro, problemas de negociação com fornecedores, além da falta de experiência e atualização sobre o ramo.

Por isso, é fundamental saber como fazer a administração financeira de uma empresa.

Neste artigo, você irá encontrar:

  • O que é gestão financeira?
  • Qual a importância da gestão financeira para o negócio?
  • Elementos essenciais para uma boa gestão financeira
  • 5 dicas para melhorar a gestão financeira do seu negócio

O que é gestão financeira?

A Gestão Financeira nada mais é do que o âmbito responsável por fazer o controle financeiro dos recursos de um negócio. 

É através da gestão financeira que podemos realizar análises, determinar a destinação dos recursos e até mesmo tomar decisões como o corte de gastos.

A partir da gestão financeira são feitos os pagamentos das obrigações (contas, tributos, etc) e organizados os recebimentos (entradas). Também é realizado o controle do capital de giro, um planejamento financeiro e um monitoramento constante dos resultados do negócio de modo que nada desande.

Em resumo, a gestão financeira é o pulmão da empresa. Se ela não é feita de forma eficiente, isso pode trazer sérios problemas, colocando em risco a manutenção da pequena empresa no mercado. 

Qual a importância da gestão financeira para o negócio?

Em mercados cada vez mais competitivos, empresas que não entendem a importância de uma administração financeira apurada não conseguem crescer.  

Uma gestão financeira eficiente não apenas possibilita o equilíbrio das finanças, como também pode levar o negócio ao crescimento na medida em que garante um bom gerenciamento dos recursos e precificações adequadas de serviços e produtos. 

Elementos essenciais para uma boa gestão financeira

O pequeno e microempreendedor deve estar atento a todas as operações financeiras da empresa a fim de manter tudo sob controle. Aqui elencamos alguns itens que devem ser monitorados constantemente:

Fluxo de caixa

Fazer um controle do fluxo de caixa é essencial para que a empresa não fique no vermelho e tenha que recorrer a empréstimos. 

Com um monitoramento regular, você acompanha as entradas e saídas, pode fazer projeções de curto a longo prazo e ainda um bom planejamento financeiro para manter as contas em dia e determinar investimentos futuros. 

A recomendação dos especialistas é anotar todos os gastos e utilizar um bom software de gestão para otimizar os resultados.

Gestão de contas

Para manter tudo em dia no fluxo de caixa, também é preciso não perder de vista os prazos dos pagamentos e cobranças. 

Daí torna-se necessário a negociação de prazos e datas de pagamento que estejam de acordo com as entradas de recurso. Essa é uma forma de garantir que a empresa tem o dinheiro antes da conta chegar.

Gerenciamento do capital de giro

O capital de giro corresponde aos recursos financeiros que a empresa possui para aplicar, como uma espécie de reserva. 

O capital de giro garante o funcionamento do negócio, sendo utilizado até para a folha de pagamento e compras de estoque. 

Para realizar uma boa gestão dele, é fundamental entender o prazo médio entre realizar a compra com os fornecedores e receber dos clientes.

Gestão de notas fiscais

Emitir a nota fiscal do serviço ou produto é importante para toda e qualquer empresa, já que é a partir dela que os impostos são calculados. 

Por esse motivo, é recomendado emitir e guardar todas as notas fiscais dos últimos 5 anos, de modo a não ter problemas na hora de fazer a declaração ante o Fisco.

Gestão de estoque

As empresas devem se atentar a um item essencial para a saúde financeira do negócio: o estoque. 

É preciso tê-lo sob controle, acompanhando os itens que faltam e os que possui. Esse cuidado evitará o capital imobilizado decorrente de um estoque volumoso, dentre outros prejuízos.

Planejamento financeiro

Um planejamento financeiro possibilita que os recursos sejam utilizados de forma mais estratégica para a empresa. 

Ele é essencial para determinar investimentos e até redução de custos, na medida em que acompanha a performance de todos os setores do negócio.

5 dicas para melhorar a gestão financeira do seu negócio

Agora que já vimos alguns conceitos importantes, vamos a 5 dicas para melhorar a gestão financeira do seu negócio. Acompanhe!

1. Mantenha a organização

A organização das contas é crucial para que se possa realizar um controle efetivo dos recursos. Por isso, a dica é sempre registrar e controlar todas as operações da empresa, independente do grau de importância da atividade. 

É esse controle que garantirá o entendimento dos custos fixos e variáveis, que impactarão no preço final e na hora de decidir a possibilidade de corte de gastos e investimentos.

2. Tenha um planejamento financeiro

Como já vimos, o planejamento financeiro é o guia do negócio. A partir dele, são estabelecidas as metas, projeções e o gestor acompanha as finanças, fazendo correções caso perceba alguma irregularidade no processo. 

O planejamento financeiro é, portanto, de suma importância para o crescimento da empresa, por isso, se você não possui um, aconselhamos a começar a criar! 

3. Acompanhamento dos resultados

Não basta planejar tudo e distanciar-se, é necessário acompanhar as finanças. Monitore de forma periódica o fluxo de caixa e verifique se as metas estão sendo atingidas. 

Lembre-se: se não acompanhar de perto, você não tem como saber o que está funcionando ou não. E esse hábito de checagem possibilita corrigir estratégias de forma imediata.

4. Opte por uma integração das áreas

Já pensou ter todos os setores da empresa em sintonia? Pois a integração entre as áreas permite isso, na medida em que um setor orienta o outro sobre demandas específicas e fica mais fácil gerir metas a partir disso. Assim, setores como o financeiro e o de vendas devem buscar ter contato e trocar informações. Você verá na prática o quanto isso vai fazer a diferença. 

5. Realize investimentos em tecnologia

Já pensou no quanto investimentos em tecnologia podem ajudar a aperfeiçoar o controle financeiro da sua empresa? Muitas empresas estão abandonando as planilhas para adotar softwares de gestão com o objetivo de otimizar a administração financeira. 

Com um sistema de gestão, você pode acessar em tempo real todas as atividades da empresa e ainda integrar todos os departamentos. Assim, os processos de decisão ficam mais ágeis e seguros, já que serão orientados por dados cujo acesso é possível em qualquer momento.

Conclusão

Vimos o quanto garantir uma gestão financeira eficiente é essencial não somente para a sobrevivência da empresa, como para atingir o crescimento. Nesse sentido, as pequenas empresas devem estar atentas a itens como o fluxo de caixa, planejamento financeiro e organização das contas. 

E aí, gostou do artigo? Então confira também este conteúdo sobre como organizar as finanças da sua empresa!

Comentários

Receba os destaques por e-mail